sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Ter pênis grande na Grécia Antiga era ser um perfeito "idiota".

Atualmente muitos homens gostam de exibir seus "volumes" a fim de ganharem cliques e comentários mais apimentados. A onda dos "biscoitos" chegou, chegando e não demonstra sinais de que tão cedo sairá de moda. Mas, saiba que esses atributos nem sempre foram sinônimos de virilidade e ostentação.


Na Grécia Antiga, o ideal peniano era, justamente, do pênis pequeno. Ter medidas de destaque simbolizava arrogância e brutalidade associadas a luxúria e a libertinagem. Era completamente grotesco, digno de riso e de chacota ter pênis de grandes dimensões.
Estátua grega representando o ideal corpo masculino. Fonte - Wikimedia Commons 

Os gregos viam nos homens de pênis  pequeno sinal de autocontrole, inteligência e racionalidade, explicando, assim, suas famosas esculturas com pênis destoante do corpo alto e de musculatura definida.
Alguns historiadores definem que tais características e predileções seguem mudando no decorrer da evolução humana, e que do mesmo modo que o ideal de mulher bonita era a mulher acima do peso atualmente considerado o ideal, esse ideia de pênis difundido pela Grécia Antiga, pode retornar num futuro não tão distante.

» Com informações do Aventura da História.

Veja também