Full width Top advertisement

Famosos

Televisão

Colunas

MÚSICA

Propaganda 1 news

Evangélicos pendem indenização contra “Jesus Gay” da Netflix

Evangélicos pendem indenização contra “Jesus Gay” da Netflix

Mais uma polêmica envolvendo o Especial de Natal do Porta dos Fundos. Nesta quinta-feira, 19, um grupo de lideranças evangélicas foi à Justiça de São Paulo para protocolar uma ação contra a Netflix, por conta da produção que retrata Jesus Cristo como sendo homossexual.




A ação, que é encabeçada, inclusive, por Eduardo Tuma, Presidente da Câmara Municipal de São Paulo, requer indenizações a todos os cristãos que se sentirem lesados. Os valores não poderiam ser inferiores a R$ 1000,00(!).

O Porta dos Fundos produziu um especial de Natal retratando Jesus como gay.

A intenção é mobilizar os evangélicos para que recorram na Justiça o direito à indenização, explicou Ricardo Hasson Sayeg, advogado que protocolou a ação, que não considera o pedido de retirada do especial do ar como censura. “A gente entende que foi além do direito de manifestação artística”, disse.

Segundo o texto da ação, o programa “deturpa ofensivamente a imagem de Deus, de Jesus Cristo, da sua sagrada Mãe Maria e de todos os demais protagonistas bíblicos envolvidos”.

O advogado destaca que o fato de Maria ser representada fumando um cigarro de maconha, embora nada garanta que seja mesmo a erva, incomoda mais que se retratar Jesus como um personagem gay.

A Netflix se posicionou dizendo não comentar o caso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]